segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Difuso


És o sonho,
apenas parte dele
ou é ele que só existe por ti?

Não sei se me inquiete
Porque nele entras sem pedir
O usas, distorces, usufruis
dispões, manipulas

Não sei se me inquiete
porque dele tomaste conta
se me convença que é a ti
que ele deve a existência

Tu, o sonho, uma extensão de nós

6 comentários:

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Que lindo sonho de amor!
Parabéns, prezado amigo!
Sonho de amor eu bem-digo
Por ser graça do Senhor.

Deus é amor e se for
O amor que se tem consigo
Parte de Deus, eu consigo
Sentir no amor o esplendor

Da luz divina na amada,
No amante e sentir em cada
Raio de luz, a promessa

Que a vida é parte da estrada
Sem ser tudo e que nada
Prescinde o amor. Ame à beça!

Grande abraço. Laerte.

Mar Arável disse...

Linhas convergentes

Manuel Veiga disse...

belo poema.
o sonho é fermento do amor

abraço

© Piedade Araújo Sol disse...

sim, o sonho é e será sempre
uma extensão de nós
senão não seria o nosso sonho mas o de outros
boa semana.
beijinhos
:)

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Muito bonito!
Um abraço de parabéns neste dia!

Li disse...

Sonho, o que o inconsciente quer que tu realizes, que reconheças, que tomes como real sem o ser!